Exposição MULHER NA JANELA

Realizada em fevereiro/2014 em Piracicaba/SP (com palestra ministrada pela autora aos alunos de Fotografia da UNIMEP);
e março/2014 em Perus-S.Paulo/SP, a exposição MULHER NA JANELA é fruto de um trabalho autoral que mescla a arte fotográfica com os recursos do design e manipulação digital.
A inspiração inicial do projeto veio da obra do pintor surrealista Salvador Dali: uma tela que retrata sua irmã, Ana Maria Dali, debruçada sobre uma janela com vista para o mar.
Todas as mulheres anônimas retratadas neste ensaio, configuram a relação do feminino com o mundo, através do elemento sempre presente nas fotos: a janela. Ora internalizando essa relação, absorvendo o que vê da janela; ora externalizando e criando as personagens que são partes de si mesma, produzindo suas próprias formas de estar no mundo, suas próprias armas contra a opressão do ainda vigoroso patriarcado.
Inverte-se o dito popular e propõe-se aqui que “as janelas sejam os olhos da alma”.
A autora pretende extender a mostra em outros pontos da cidade de São Paulo, bem como outras cidades.

* Para solicitação da mostra em sua galeria ou espaço cultural, basta entrar em contato via e-mail ou telefone (constantes na seção "contatos" deste site)

EXPOSIÇÃO VIRTUAL NO CENTRO CULTURAL SÃO PAULO

Realizada em junho de 2013, a exposição mostrou fotos em preto & branco no telão da Sala Adoniran Barbosa, no CCSP, que fazem parte integrante do livro da autora: IMPRESSÕES DIGITAIS PARA UM OLHAR ANALÓGICO.

Durante o evento foram autografadas e presenteadas também algumas fotos impressas do mesmo acervo.
O livro é uma compilação de imagens e textos que dialogam entre si, trazendo um apanhado da produção poética de 2008 a 2012 e contando também com uma entrevista concedida pela autora à revista Diversos Afins.

TRIPLA EXPOSIÇÃO NO CENTRO CULTURAL QUILOMBAQUE/SP

Realizada em fevereiro de 2012, esta mostra contou com três diferentes trabalhos da autora que podem ser vistos na íntegra também neste site. São eles:

* POESIA ONDE NÃO HÁ VIA - trabalho fotográfico executado em formato de dípticos e impresso em fine art, dentro de uma visão ampliada do que seja poesia ou fotografia, funcionam como sugestivos "hai-cai" , com dois "versos" em vez dos três tradicionais. Os versos em pares, no caso imagens, conversam entre si, contando histórias sem necessariamente uma conclusão final e comportam múltiplas leituras pessoais.

* FOTODOCUMENTÁRIO FERROVIA - uma tomada abrangente da linha ferroviária Rubi, da CPTM, por onde transitam milhões de pessoas diariamente, suas estações, paisagens, arquitetura e entorno.

* LANÇAR LUZ À INDIFERENÇA - um ensaio fotográfico que enfatiza a denúncia e uma releitura da visibilidade dos problemas sociais mais prementes em nosso país.

TRABALHOS AUTORAIS PUBLICADOS EM REVISTAS CULTURAIS E DE ARTE:

Alguns trabalhos fotográficos de cunho autoral podem ser vistos em publicações de revistas culturais on-line:

- GERMINA LITERATURA & ARTE

- DIVERSOS AFINS

- REVISTA ELLENISMOS

- REVISTA KALANGO

- O RELÓGIO AVARIADO DE DEUS